Blog

Quer ter resultados de verdade? Foque na estratégia, objetivos e metas

Estratégia: Tudo começa por aqui. Quaisquer esforços terão maior precisão se estiver clara a identificação das maiores necessidades do negócio. Para isso, quaisquer profissionais precisam se interessar pelos maiores objetivos da organização.

Ter uma empresa com ótimos resultados é muito mais que fazer a gestão cotidiana. Apesar de a eficácia organizacional depender também de uma grande capacidade operacional, sabemos que todos os esforços da organização devem estar dirigidos para um objetivo comum, convergindo ao ponto em que foi entendido como ideal para o sucesso do negócio.

Na prática, como exemplo de atitude, devemos nos interessar pela estratégia do negócio. Buscar informações internas sobre o que a instituição busca como resultados em curto, médio e longo prazos. Conversar com nossa chefia, participar de eventos e cursos sobre cenários e estratégia, ler os materiais de circulação interna para compreender os objetivos almejados e ações, são exemplos de ações que muito ajudarão a manter o foco naquilo que realmente vale a pena.

Após entender mais sobre os maiores objetivos da organização, cabe agora identificar e estabelecer os objetivos e as metas que devem ser atingidas.

Objetivo é o propósito de realizar algo. É onde se quer chegar. É ele que fornece a direção do que se deseja e deve fazer e serve como guia para a realização dos resultados.

Meta é um objetivo de forma quantificada e com prazo definido. Estamos falando de tarefas específicas para alcançar os objetivos determinados. É importante saber que as metas são temporais e estritamente ligadas a prazos

Por exemplo: se um profissional entendeu no início do ano, que o seu objetivo é aumentar o faturamento em 20% até o final do ano, uma de suas metas será, além de outras, elaborar ações e projetos para aumentar as vendas nessa proporção, até o prazo final. Para alcançar um objetivo maior, podem ser necessárias várias metas menores a serem atingidas.

Muitas vezes a empresa estabelece as metas para que suas equipes identifiquem as prioridades de ações, mas, mesmo quando isso não ocorre, os próprios profissionais precisam identificar quais são os objetivos e traçar suas metas.

Um tema bastante recente e interessante vem sendo aplicado em várias empresas do mundo. Chama-se OKR e surgiu a pouco tempo na empresa Google, ganhando maior proporção nas mais diversas instituições. O nome é a abreviatura de um conceito em inglês que significa “Objetivos e Resultados-chave”. É uma abordagem simples para criar alinhamento e engajamento em torno de metas mensuráveis.

Na prática, isso significa que você deve identificar qual o objetivo que deve ser buscado e, após isso, definir quais os resultados-chave que vão contribuir para o alcance deste objetivo.

Por exemplo: digamos que o objetivo de um gestor seja de “reduzir o custo com determinado material em 10% em até 3 meses”. Três de seus resultados-chave podem ser “avaliar quais são os maiores custos de materiais, que estão acima da média em até 30 dias”, além de “prospectar pelo menos 3 novos fornecedores, com preços mais competitivos em até 60 dias” e também “mensurar se existem desperdícios de materiais em até 90 dias”.

Como podemos perceber, ao desdobrar a estratégia em objetivos e metas, encontramos maior possibilidade de realizar as ações necessárias para garantir os resultados.

Se você quer saber mais sobre Marcelo de Elias, o fundador e curador da Universidade da Mudança, e conhecer as palestras que ele tem à disposição do seu evento, basta entrar neste link.

Mas se você quer assistir trechos de palestras do Marcelo de Elias, aproveite nossa seleção com alguns deles.

Menu